menu

ouça ao vivo

ouça ao vivo

Publicidade

Publicidade

Petroleiros russos estão sumindo do mapa, e isso pode ser sinal de drible a sanções

A invasão à Ucrânia tornou a Rússia um pária no mercado global de energia. Desde o início da guerra, surgiu um embargo de fato ao petróleo russo, com empresas petrolíferas, casas comerciais, transportadoras e bancos recuando, tudo ao mesmo tempo.

Agora, no entanto, há sinais de que a energia russa está atraindo o interesse de potenciais compradores, pelo menos nas sombras.

À medida que a guerra na Ucrânia se arrasta, os navios-tanque russos que transportam petróleo bruto e produtos petrolíferos estão cada vez mais desaparecendo dos sistemas de rastreamento.

A chamada atividade escura, onde os transponders dos navios são desligados por horas a fio, no passado foi visto pelas autoridades dos EUA como uma prática enganosa de transporte que é frequentemente usada para evitar sanções.

A atividade escura entre os petroleiros russos afiliados aumentou 600% em comparação com antes do início da guerra, disse a empresa de inteligência preditiva Windward, à CNN.

“Estamos vendo um aumento nos navios-tanque russos desligando as transmissões deliberadamente para contornar as sanções”, disse o CEO da Windward, Ami Daniel, em entrevista. “A frota russa está começando a esconder seu paradeiro e suas exportações.”

E isso não está acontecendo apenas com o petróleo bruto. Tendências semelhantes também estão ocorrendo com outros produtos petrolíferos.

Durante a semana de 12 de março, houve 33 ocorrências de atividade escura por petroleiros russos de produtos químicos e derivados de petróleo, de acordo com Windward, que usa inteligência artificial para rastrear a indústria marítima.

Isso é 236% maior do que a média semanal dos 12 meses anteriores.

Redação: Rádio SIM FM | 30/03/2022

Compartilhe este post.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *