menu

ouça ao vivo

ouça ao vivo

Publicidade

Publicidade

Preso suspeito de ser o mandante de triplo homicídio no Campo Limpo; fugitivo do presídio é acusado de ser o executor

Um homem de 58 anos é suspeito de ser o mandante do triplo homicídio no bairro Campo Limpo, em Feira de Santana, no último domingo (27). Ele se apresentou na tarde desta sexta-feira (4) na Delegacia de Homicídios após intimação, e foi preso após o interrogatório, uma vez que a justiça já tinha decretado a prisão preventiva do mesmo.

O delegado Rodolfo Faro, titular da Delegacia de Homicídios, relatou ao Acorda Cidade, que o crime foi motivado por um furto que teria sido praticado por uma das vítimas, Pedro José Correia dos Santos. Além de Pedro, foram assassinados na residência onde moravam, a esposa dele, Jéssica Souza da Cruz, 28 anos, e a enteada, Mayla da Cruz Correia, de apenas 11 anos de idade.

“Esse indivíduo é apontado, segundo as investigações, como o mandante deste triplo homicídio. O crime teria sido motivado em razão de um furto cometido pela vítima Pedro, da importância de R$ 35 mil e duas armas de fogo no final de janeiro deste ano. Esse indivíduo que foi preso hoje (4) teria chegado, inclusive, a registrar a ocorrência do furto da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos em Feira de Santana, imputando a autoria do furto a Pedro. Cinco dias depois ele retornou à delegacia, alegando que estava sendo vítima de ameaça e pediu pra retirar o nome de Pedro da ocorrência, o que nos levou a suspeitar do mesmo”, contou.

Fugitivo do presídio atirou nas vítimas

Rodolfo Faro disse também que no decorrer das investigações foi identificado o autor dos disparos, o executor do crime, que é, segundo o delegado, um dos detentos que fugiram do Conjunto Penal de Feira de Santana, no último dia 24 de fevereiro. O delegado disse ao Acorda Cidade, que ele teria fugido e cometido esse crime a mando do homem que foi preso hoje, por ter uma ligação com o filho dele.

“Na verdade, o filho do indivíduo que foi preso hoje foi acusado de um latrocínio em 2013 com esse presidiário e a relação que existia entre eles era de comparsas em razão deste latrocínio. Durante a investigação a gente teve como associar o elo de ligação  entre essa pessoa e o filho do indivíduo que foi preso hoje”, informou.

O suspeito de ser o mandante do crime nega as acusações. Ele ficará custodiado por 30 dias. Inicialmente a polícia trabalha com a hipótese de três envolvidos no triplo homicídio, mas pode haver outros.

 “A princípio três pessoas estão envolvidas, além de um carro que foi utilizado para dar cobertura e o executor que estava em uma motocicleta, mas podem haver outras pessoas envolvidas. Como o executor está foragido, a gente não tem informações sobre o porquê da mulher e da filha terem sido assassinadas”, concluiu.

De acordo com o delegado, o suspeito de ser o mandante disse que trabalha como sapateiro. Ele já tinha sido intimado para ser interrogado na última segunda-feira (28), um dia após o crime, mas não compareceu, deixando para ir à delegacia hoje, sem a companhia de um advogado.

Agora a polícia procura os demais investigados para interrogá-los em busca de novas provas de suas participações no crime.

Redação: Rádio SIM FM | 05/03/2022

Compartilhe este post.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *