menu

ouça ao vivo

ouça ao vivo

Publicidade

Publicidade

Família na Bahia faz campanha para conseguir pagar cirurgia de criança com câncer raro

Uma criança de 4 anos, com desvio na coluna causado por um câncer, precisa de R$ 520 mil para custear uma cirurgia em São Paulo. O pequeno Valentin é de Itabuna, no sul da Bahia, e já passou por diversos tratamentos oncológicos para sobreviver.

Os sintomas do câncer começaram durante a pandemia da Covid-19, em julho de 2020, quando a criança tinha dois anos e nove meses. Após apresentar febre e respiração ofegante, Valentin foi internado em uma UTI Covid e chegou a fazer uma drenagem equivocada no pulmão até a doença ser descoberta.

Após exames, um tumor de 13 centímetros foi descoberto no peito do menino e ele foi encaminhado para uma cirurgia de urgência. No procedimento, a maior parte do tumor foi retirado.

Valentin retirou um tumor de 13cm do peito — Foto: Redes sociais

Valentin retirou um tumor de 13cm do peito — Foto: Redes sociais

Porém, a condição de Valetin foi considerada rara e, para melhor diagnóstico, alguns exames foram encaminhados para São Paulo, onde o pequeno vive atualmente. Na capital paulista, a família recebeu o diagnóstico de sarcoma, um tipo de câncer que se origina nos tecidos conjuntivos do organismo.

Segundo a mãe do menino, Clarissa Ávila, a doença surpreendeu a família.

“Durante o tempo de Salvador e Itabuna o tumor cresceu novamente, coisa de 15 dias. Ele é muito agressivo e tomou conta do canal medular de Valentin, que não tinha sintomas. Todo mundo ficou bastante surpreso”, contou

Após a primeira cirurgia, a criança precisou passar por quimioterapia e por outro procedimento para retirar partes do tumor que restaram dentro e fora do canal medular. Assim, ele precisou tirar três costelas do lado esquerdo e metade de três vértebras, o que deixou o lado esquerdo do corpo lesionado.

Atualmente, Valentin faz tratamentos em São Paulo com um médico especializado em sarcomas. A nova cirurgia pretende corrigir os desvios na coluna causados pelo câncer, que geram dor e perda de movimentos.

Para conseguir pagar o procedimento e os tratamentos de pós operatório, a família criou uma vakinha virtual, onde qualquer valor pode ser doado.

Compartilhe este post.

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on facebook
Share on twitter
Share on email

Posts Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *